sábado, 11 de dezembro de 2010

3º Domingo do Advento: Mateus 11,2-11

Missa: O mensageiro do Senhor
3º Domingo do Advento: Mateus 11,2-11
Por: Solange do Nascimento e Gisella Parreira Batista

Solange Nascimento – é autora da Missa com as Crianças e co-autora dos livros Jesus e as crianças. Sua formação acadêmica perfaz Pedagogia, Letras e Direito. É pós-graduada em Metodologia do Ensino Superior pelo UNIFOR-MG

Acolhida – (providenciar uma manjedoura, ou algo que sirva como um cochinho)

Boa noite queridas crianças.

Boa noite a todos aqui presentes.

Hoje estamos celebrando o terceiro domingo do advento, onde o profeta São João Batista nos chama a conversão, a mudança de vida, nos convidará a lavar com a água pura do batismo que Cristo irá nos trazer, pois natal deve representar fortemente esse significado, tempo de esperar o Menino Deus.

E por falar Nele... Vejam só o que eu tenho aqui!?

Quem sabe o que representa essa peça de madeira?

Ah, sim!Aqui está a manjedoura, ou seja, um cocho onde os animais se alimentavam e até hoje se alimentam.

Mas porque será que o trouxe até aqui hoje?

É que quando Jesus nasceu, lá em Belém, e seu pai procurava um lugar para ele e Maria passar a noite e não encontrava nada, o dono de uma pensão ofereceu um lugarzinho para Maria dormir lá meio aos burrinhos, as ovelhas, as vaquinhas. Esse lugar era estábulo.

Naquela noite, Jesus nasceu. Não tendo um lugarzinho para colocá-lo, José improvisou esse cocho sendo um bercinho para seu. Essa manjedoura foi à primeira caminha de Jesus, um lugar onde os animais se alimentavam, serviu de cama ao menino-Deus, que veio na simplicidade pra nos mostrar que seu mundo é dos humildes.

Porque ele se fez assim?

Sabem crianças, o povo daquela época esperava um Deus diferente... Esperavam um rei que descesse do céu, com seu manto de ouro, com seu exército magnífico que lutaria contra o mal e o pecado, com seu berço dourado e seu cetro do mais puro ouro. Mas qual não foi à surpresa, quando Ele se fez simples e humilde e nasceu numa gruta , meio aos animais e deitado na caminha que servia de cocho para eles.

Qual o sentido disso tudo? Ele o fez, crianças, para que compreendêssemos como Ele nos ama, nos ama na simplicidade, na humildade, na pobreza material. Ele quer que sejamos ricos em sua graça e que suas palavras nos levem a morada de Deus Pai, o reino perfeito para quem fez da sua vida sinônimo de amor e humildade. .

Com alegria de quem precisa se converter a cada dia, vamos todos ficar em pé e iniciar nossa celebração cantando.

Ato penitencial:

(Usar algo que seja parecido com uma manjedoura se não tiver uma e providenciar algumas crianças para carregar o que será necessário colocar na manjedoura: trapos sujos, espinhos, capim seco e lixo).

Esse é o momento do nosso pedido de perdão. Vamos aproveitar que a manjedoura do Menino-Deus está aqui e colocar nela tudo que nos impede de deixar que Ele nasça em nós, que sejamos nós, o seu bercinho cheio de amor e carinho.

Olhem só, a __________ (Convidar uma criança e falar o nome dela) veio trazer nossos erros de cada dia. Através desse capim seco e duro que machuca nosso Menino-Deus, ela traz nossa ambição em sempre ter mais e mais e nunca se contentar com nada. Esse capim machuca, fere nossos pecados assim também o fazem com Jesus,

O _________ (outra criança) traz esses espinhos. Espinhos que espetam o Menino-Deus. Vamos pedir perdão, pelas muitas vezes que alfinetamos nossos irmãos, nossos pais, nossos coleguinhas com fofocas, desobediência e nossa preguiça. Sabemos que é errado , mas fazemos sempre e quando o fazemos com os que Jesus ama , estamos fazendo com Jesus também.

Que através desses trapos sujos que a _________ (outra criança) que possamos ser perdoados por todos os nossos erros de injustiça, de mentiras e falsidades que sujam nossa reputação com nosso Deus.

È através desse lixo do pecado que a _________ (outra criança) trouxe que ofendemos o nosso coração de nosso Deus e o impedimos de nele morar, pois mesmo sabedores de tantos erros nossos, mesmo sabendo que seremos egoístas, que neste natal pensaremos somente em nossos estômagos, nos esquecendo de nossos irmãos necessitados, queremos o perdão do senhor para que aconteça em nós a nossa conversão.

Então, crianças, peçamos a Deus que neste natal a conversão aconteça e um coração novo apareça, para acolhê-lo, pois todos nós queremos ter uma coração aconchegante para recebê-lo , mas precisamos do seu perdão para que ele fique bem limpo de todo mal . Vamos pedir perdão cantando.

Primeira leitura – Vamos receber com alegria a terceira vela do advento
Essa vela traz para cada um de nós a esperança no novo q que virá. Uma vida inspirada na luz, onde Deus se manifesta através do seu amor sobre nós. vamos cantar para recebê-las .

Agora com muita atenção e silencio vamos ouvir a nossa leitura de hoje.

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses.
Irmãos e Irmãs: 16Estai sempre alegres! 17Rezai sem cessar. 18Dai graças em todas as circunstâncias, porque esta é a vosso respeito à vontade de Deus em Jesus Cristo. 19Não apagueis o espírito! 20Não desprezeis as profecias, 21mas examinai tudo e guardai o que for bom. 22Afastai-vos de toda espécie de maldade! 23Que o próprio Deus da paz vos santifique totalmente, e que tudo aquilo que sois – espírito, alma, corpo-seja conservado sem mancha alguma para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo! 24Aquele que vos chamou é fiel; ele mesmo realizará isso. - Palavra do Senhor. T. Graças a Deus.

Aclamação – Hoje, João Batista nos chama a um compromisso mais forte de conversão. Ele continua gritando no deserto que virá o Novo, que Dele nascerá uma vida de amor e compromisso com o irmão. Vamos ouvir esse chamado e nos preparar para o Menino Deus que virá renovar nossa vida neste natal. Vamos todos ficar em pé e cantar com alegria.

Evangelho –

Preces comunitárias

1. Cumulai a vossa Igreja da mesma alegria que preencheu o coração de São João Batista, quando identificou em Jesus de Nazaré o Messias da fé, e assim se conserve sem mancha para a vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo, rezemos.

2. Olhai por vossos filhos e filhas que se entregam às falsas alegrias, para que possam conhecer a alegria da redenção e conquistar a paz. rezemos

3. Abençoai a todas as crianças que estão vivendo o tempo do Advento como um tempo de graça e de retomada dos valores cristãos, rezemos.

4. Afastai a tentação do consumo, que destrói a dimensão religiosa do Natal, dificultando-o de ser um feliz momento de se acolher o amor de Deus e partilhá-lo com os mais necessitados, rezemos.

5. Despertai em nós a generosidade missionária, para que a coleta desta Missa represente a contribuição de cada um em benefício da sustentação da evangelização da Igreja, rezemos.

Ofertório

Olhem só essa manjedoura, crianças?!

Será justo deixarmos essa manjedoura assim para Jesus Menino nascer aqui?

Vamos nos lembrar do que tem aqui dentro? (Ir levantado às coisas que estão dentro e deixando que as crianças falem. Retirar tudo que estava dentro da manjedoura e fingir que irá jogar fora, visto que, aquilo já foi perdoado).

Vamos ofertar ao Senhor o verdadeiro bercinho que queremos dar ao menino Jesus?!

No lugar do capim, vamos oferecer nosso coração em forma de almofada macia, pra que nele, Ele se faça sua morada e receba o carinho que está no nosso coração a esperá-lo.

Que nessa manjedoura possamos eliminar os trapos de que Ele foi envolto, oferecendo roupas dignas, em compromisso com nossos irmãos, lembrando que muitos se igualam a Jesus na pobreza e necessitam de nossa ajuda material. Que neste natal, possamos nos fazer presentes aos nossos irmãos carentes.

Aqui nessa manjedoura faltou elemento principal, a caridade. Queremos oferecer ao nosso Deus nosso espírito humanitário de ajudar aos nossos irmãos, seja com alimentos , seja como nossas orações, seja com nosso trabalho missionário. Que não nos falte coragem para colocar na manjedoura de Jesus as ações realizadas durante todo o ano, em prol dos mais necessitados e em nome do evangelho que professamos.

Que nesta manjedoura, não falte de cada um de nós: carinho, ternura e amor. E que ela seja sempre fofinha e quentinha para receber ao Filho de Deus.

Que junto ao pão e ao vinho o Senhor acolha nossas ofertas e receba a manjedoura do nosso coração, como morada certa para seu filho Jesus. Vamos cantar com alegria, o nosso canto do ofertório.

Comunhão – Que encontro mais feliz esse nosso com Jesus. Que nesse momento de comunhão, ele possa sentir de fato, o quanto o amamos e o quanto estamos ansiosos para que nesse Natal, Ele faça festa em nosso coração. Vamos então crianças, cantar com muita alegria saudando o rei de nossa vida.

Ação de graças. ( conversa informal com as crianças , A leitura seria cansativa e elas não prestariam atenção)

Sempre, crianças, o comércio, a mídia em geral, nos faz ver outro sentido para o Natal, ele passa de nascimento do Menino Jesus à compra exagerada de presentes e se tornando também uma festa de grande comilança.

Passamos a imaginar o natal como sinônimo de presente, mas bem sabemos que natal é presença de Deus na nossa vida.

Lendo sobre a missa essa semana, eu vi a seguinte mensagem:

Quando João Batista anunciava a vinda de Jesus no deserto ele foi indagado se era ele o Messias, ele foi claro: "Não sou!" De si mesmo João dizia ser apenas uma simples voz, alguém a anunciar uma mensagem, sem nem mesmo ter a pretensão de que todos o escutassem.

Consciente de que seu papel era apontar o caminho, e que converter-se é uma decisão pessoal, João cumpre a sua missão e deixa que as pessoas decidam suas vidas. O Evangelho, então, nos ensina que é feliz somente aquele que escuta a "voz" de quem, como João Batista, aponta a única luz que vale a pena seguir a de Cristo.

E hoje, somos nós a "voz" que anuncia Cristo aos irmãos? Não acontece, às vezes, que, em vez de anunciar Cristo, colocamos a nós mesmos em primeiro plano e deste modo impedimos as pessoas de conhecer a "verdadeira luz" que é Cristo?

Pensemos nisso durante a semana, crianças, e vamos rezar por todos aqueles que estão longe da luz de Jesus, estão mergulhados no pecado e não conseguem enxergar a esperança que renasce em cada Natal. Rezemos para que a luz de Jesus entre em seus corações. Amém

Fonte: http://www.catequisar.com.br/texto/missa/layout.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário