terça-feira, 6 de setembro de 2016

4º Congresso da IAM - Comarca Sul - Diocese de Joinville

No dia 20/08 aconteceu o 4º Congresso da IAM na Paróquia São Francisco de Assis do bairro Ademar Garcia em Joinville/SC, com 05 oficinas de 30 minutos cada, Terço Missionário, Cinema com a história de Santa Bernadete a Princesinha de Lourdes, Canto e Dança, Bingo da IAM, História de Santa Teresinha do Menino Jesus e São Francisco Xavier,  e no final do encontro fizemos uma grande partilha, a todos que participaram nosso muito obrigada, no total foram 138 participantes.
Viva a IAM!!!










quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Venha participar!!!


  O rosário missionário consta de cinco dezenas de cores diferentes: cada cor representa um continente. Hoje quatro mil milhões de pessoas que não receberam o anúncio do Evangelho. São dois terços da humanidade. Nós, que conhecemos esta mensagem de salvação, somos chamados a partilhá-la com quem ainda a não conhece.
É importante que cada um, na Igreja, se sinta missionário, isto é, co-responsável pelo anúncio do Evangelho, porque Jesus confiou o seu projeto de salvação em nossas mãos.
Estamos todos comprometidos neste anúncio e cada um é chamado a fazer a sua própria tarefa. A oração pelo mundo inteiro é um modo de expressar o nosso compromisso na evangelização.
Peregrinos com Maria
Mãe, junto de Ti, deste momento de oração, queremos caminhar pelo mundo, passar perto de todos. Contigo iremos fazer a nossa peregrinação.
Partiremos e a nossa oração levar-nos-á até ao nosso próximo que não conhecemos. Queremos ser discípulos missionaries de teu Filho Jesus, peregrinos do amor.
O nosso humilde rosário da nossa rotina de todos os dias, será revestido de uma dignidade suprema, contemplando, nas suas cores, o mundo inteiro. Nele teremos presentes, na meditação dos mistérios da nossa redenção, todos os povos da Terra que desejam Cristo.
Creio em Deus, Pai-Nosso,  3 Ave Marias – Glória
1.ª DEZENA: verde – rezemos pela ÁFRICA
O Anúncio do Anjo a Maria (Lucas 1, 26-38).
O Senhor, antes de Se encarnar, pediu o consentimento de Maria. Ele pede-nos também colaboração para que todos conheçam o Messias e acolham a sua mensagem de redenção.
A FÉ NA ÁFRICA
Reza-se pela África – cor verde, recordando suas imensas florestas verdes, seus conflitos, violências e toda sorte de sofrimentos e também a esperança do crescimento da fé, graças á presença e ação evangelizadora de tantos missionários e missionárias. A Igreja africana é jovem, dinâmica, cheia de vitalidade e de grandes esperanças para o futuro, apesar dos conflitos e contradições ali existentes. A Igreja coloca na África as suas esperanças devido ao entusiasmo com o qual suas populações acolhem a mensagem do Evangelho.
Pai- Nosso, 10 ave Marias e no final glória ao Pai….
Óh! meu Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno. Levai as almas todas para o céu e socorrei principalmente as que mais precisarem.
2.ª DEZENA: rezemos pelas AMÉRICAS – Vermelho
A visita de Maria a sua prima Santa Isabel (Lucas 1, 39-45).
Depois do maravilhoso anúncio, Maria, delicada, põe-se a caminho da montanha para prestar ajuda a Isabel. O amor ao próximo é prova do amor a Deus; a caridade mais preciosa é a que dá aos irmãos a fé e a graça.
O testemunho da fé e o dom da caridade são os meios para evangelizar o mundo.
OS CONTRASTES DA AMÉRICA
Reza-se pelas Américas – cor vermelha, por causa da cor da pele dos primeiros habitantes, os índios, os “pele vermelhas”. também, a terra vermelha por causa do sangue derramado por estes povos na época das conquistas e pelos mártires de ontem e de hoje. O continente americano conta com o maior número de católicos de todo o mundo. No entanto, à um continente com enormes desigualdades sociais onde se faz urgente a ação missionária e profética da Igreja, no anúncio da justiça e da solidariedade.
Pai- Nosso, 10 ave Marias e no final glória ao Pai….
Óh! meu Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno. Levai as almas todas para o céu e socorrei principalmente as que mais precisarem.
3.ª DEZENA: rezemos pela EUROPA – Branco
O nascimento de Jesus em Belém (Lucas 2, 6-7). Jesus, a Palavra de Deus, vem até nós para mostrar o seu amor infinito e para nos
libertar de todas as formas de escravidão, e para nos ajudar a viver na liberdade de filho de Deus. Jesus nasceu para todos, mas muitos milhões ainda não o sabem.
Rezemos para que cada pessoa conheça Jesus como Salvador.
A REEVANGELIZAÇÃO DA EUROPA
Reza-se pela Europa – cor branca, ligada ,só raças brancas e por causa da presença do Papa, Mensageiro da Paz, o grande missionário do mundo. Foi da Europa que partiram boa parte dos missionários(as) para todos os continentes. Contudo, ainda há muito que fazer.
Pai- Nosso, 10 ave Marias e no final glória ao Pai….
Óh! meu Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno. Levai as almas todas para o céu e socorrei principalmente as que mais precisarem.
4.ª DEZENA: rezemos pela OCEÂNIA – azul
A apresentação de Jesus no Templo (Lucas 2, 22-23).
Jesus revela-se como o Messias esperado, como Aquele que é destinado para uma obra da salvação. Devemos ser luz do mundo e testemunhas corajosas do Evangelho.
Cada gesto da nossa vida pode tornar-se manifestação do Senhor, se o vivermos segundo a lei que Cristo nos ensinou, a lei do amor para com todos os irmãos.
 AS ILHAS DA OCEÂNIA
Reza-se pela Oceania – cor azul que lembra sua formação pelas inúmeras ilhas cercadas pelas águas azuis de seus mares. Este Continente necessita de missionários(as), mas que já envia seus evangelizadores, inclusive para nosso Brasil.
Pai- Nosso, 10 ave Marias e no final glória ao Pai….
Óh! meu Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno. Levai as almas todas para o céu e socorrei principalmente as que mais precisarem.
5.ª DEZENA: rezemos pela ÁSIA – amarelo
A perda e o encontro de Jesus no Templo (Lucas 2, 43-46).
Jesus tem só uma preocupação: agradar ao Pai e fazer o seu projecto de salvação, na busca contínua da sua vontade. O nosso sim generoso à vontade de Deus, nos momentos alegres e nos tristes, obterá a salvação de tantos irmãos.
A IMENSA ÁSIA
Reza-se pela Ásia – cor amarela, das raças amarelas, berço das antigas civilizações, culturas e religiões. Na Ásia encontra-se mais da metade da população do planeta e a menor porcentagem de cristãos. Suas populações vivem os extremos da riqueza e da pobreza. Mesmo com os avanços da tecnologia, continuam existir áreas de pobreza absoluta.
Pai- Nosso, 10 ave Marias e no final glória ao Pai –
Óh! meu Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno. Levai as almas todas para o céu e socorrei principalmente as que mais precisarem.
Agradecimento do Terço

Infinitas graças vos damos, Soberana Rainha, pelos benefícios que todos os dias recebemos de vossas mãos liberais. Dignai-vos agora e para sempre tomar-nos debaixo de vosso poderoso amparo e para mais nos obrigar vos saudamos com uma Salve Rainha….
Se desejar poderá rezar a ladainha.
LADAINHA
Senhor – Tende piedade de nós
Jesus Cristo – Tende piedade de nós
Senhor – Tende piedade de nós
Jesus Cristo – Ouvi-nos
Jesus Cristo – Atendei-nos
Deus, Pai do céu – Tende piedade de nós
Deus, Filho, Redentor do mundo – Tende piedade de nós
Deus, Espírito Santo – Tende piedade de nós
Santíssima Trindade que sois um só Deus – Tende piedade de nós
Santa Maria – Rogai por nós
Santa Mãe de Deus – Rogai por nós
Santa Virgem das Virgens – Rogai por nós
Mãe de Jesus Cristo – Rogai por nós
Mãe da divina graça – Rogai por nós
Mãe puríssima – Rogai por nós
Mãe castíssima – Rogai por nós
Mãe imaculada – Rogai por nós
Mãe intacta – Rogai por nós
Mãe amável – Rogai por nós
Mãe admirável – Rogai por nós
Mãe do bom conselho – Rogai por nós
Mãe do Criador – Rogai por nós
Mãe do Salvador – Rogai por nós
Mãe da Igreja – Rogai por nós
Virgem prudentíssima – Rogai por nós
Virgem venerável – Rogai por nós
Virgem louvável – Rogai por nós
Virgem poderosa – Rogai por nós
Virgem benigna – Rogai por nós
Virgem fiel – Rogai por nós
Espelho da justiça – Rogai por nós
Sede da sabedoria – Rogai por nós
Causa de nossa alegria – Rogai por nós
Vaso espiritual – Rogai por nós
Vaso honorífico – Rogai por nós
Vaso insigne de devoção – Rogai por nós
Rosa mística – Rogai por nós
Torre de Davi – Rogai por nós
Torre de marfim – Rogai por nós
Casa de ouro – Rogai por nós
Arca da aliança – Rogai por nós
Porta do céu – Rogai por nós
Estrela da manhã – Rogai por nós
Estrela da evangelização – Rogai por nós
Saúde dos enfermos – Rogai por nós
Relógio dos pecadores – Rogai por nós
Consoladora dos aflitos – Rogai por nós
Auxílio dos cristãos – Rogai por nós
Rainha dos anjos – Rogai por nós
Rainha dos patriarcas – Rogai por nós
Rainha dos apóstolos – Rogai por nós
Rainha dos mártires – Rogai por nós
Rainha dos confessores – Rogai por nós
Rainha das virgens – Rogai por nós
Rainha de todos os santos – Rogai por nós
Rainha concebida sem pecado original – Rogai por nós
Rainha assinta ao céu – Rogai por nós
Rainha do santo rosário – Rogai por nós
Rainha da paz – Rogai por nós
Rainha das Missões – Rogai por nós.
Cordeiro de Deus que tirais os pecados do mundo – Perdoai-nos, Senhor
Cordeiro de Deus que tirais os pecados do mundo – Ouvi-nos, Senhor
Cordeiro de Deus que tirais os pecados do mundo – Tende piedade de nós
Rogai por nós, Santa Mãe de Deus – Para que sejamos dignos das promessas de Cristo
OREMOS:
Derramai, ó Deus, a vossa graça em nossos corações para que conhecendo a encarnação de Cristo, vosso Filho, cheguemos por sua paixão e cruz, á glória da ressurreição pela intercessão da Virgem Maria. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Qual a origem da festa de Corpus Christi

A Festa de “Corpus Christi” é a celebração em que solenemente a Igreja comemora o Santíssimo Sacramento da Eucaristia; sendo o único dia do ano que o Santíssimo Sacramento sai em procissão às nossas ruas. Nesta festa os fiéis agradecem e louvam a Deus pelo inestimável dom da Eucaristia, na qual o próprio Senhor se faz presente como alimento e remédio de nossa alma. A Eucaristia é fonte e centro de toda a vida cristã. Nela está contido todo o tesouro espiritual da Igreja, o próprio Cristo.
A Festa de Corpus Christi surgiu no séc. XIII, na diocese de Liège, na Bélgica, por iniciativa da freira Juliana de Mont Cornillon, (†1258) que recebia visões nas quais o próprio Jesus lhe pedia uma festa litúrgica anual em honra da Sagrada Eucaristia.
Aconteceu que quando o padre Pedro de Praga, da Boêmia, celebrou uma Missa na cripta de Santa Cristina, em Bolsena, Itália, ocorreu um milagre eucarístico: da hóstia consagrada começaram a cair gotas de sangue sobre o corporal após a consagração. Dizem que isto ocorreu porque o padre teria duvidado da presença real de Cristo na Eucaristia.
O Papa Urbano IV (1262-1264), que residia em Orvieto, cidade próxima de Bolsena, onde vivia S. Tomás de Aquino, ordenou ao Bispo Giacomo que levasse as relíquias de Bolsena a Orvieto. Isso foi feito em procissão. Quando o Papa encontrou a Procissão na entrada de Orvieto, pronunciou diante da relíquia eucarística as palavras: “Corpus Christi”.
Em 11/08/1264 o Papa aprovou a Bula “Transiturus de mundo”, onde prescreveu que na 5ª feira após a oitava de Pentecostes, fosse oficialmente celebrada a festa em honra do Corpo do Senhor. São Tomás de Aquino foi encarregado pelo Papa para compor o Ofício da celebração. O Papa era um arcediago de Liège e havia conhecido a Beata Cornilon e havia percebido a luz sobrenatural que a iluminava e a sinceridade de seus apelos.
Em 1290 foi construída a belíssima Catedral de Orvieto, em pedras pretas e brancas, chamada de “Lírio das Catedrais”. Antes disso, em 1247, realizou-se a primeira procissão eucarística pelas ruas de Liège, como festa diocesana, tornando-se depois uma festa litúrgica celebrada em toda a Bélgica, e depois, então, em todo o mundo no séc. XIV, quando o Papa Clemente V confirmou a Bula de Urbano IV, tornando a Festa da Eucaristia um dever canônico mundial.
Em 1317, o Papa João XXII publicou na Constituição Clementina o dever de se levar a Eucaristia em procissão pelas vias públicas. A partir da oficialização, a Festa de Corpus Christi passou a ser celebrada todos os anos na primeira quinta-feira após o domingo da Santíssima Trindade.
Todo católico deve participar dessa Procissão por ser a mais importante de todas que acontecem durante o ano, pois é a única onde o próprio Senhor sai às ruas para abençoar as pessoas, as famílias e a cidade. Em muitos lugares criou-se o belo costume de enfeitar as casas com oratórios e flores e as ruas com tapetes ornamentados, tudo em honra do Senhor que vem visitar o seu povo.
Começaram assim as grandes procissões eucarísticas, as adorações solenes, a Bênção com o Santíssimo no ostensório por entre cânticos. Surgiram também os Congressos Eucarísticos, as Quarenta Horas de Adoração e inúmeras outras homenagens a Jesus na Eucaristia. Muitos se converteram e todo o mundo católico.
Eucaristia: Presença real de Jesus no pão e no vinho consagrados
Todos os católicos reconhecem o valor da Eucaristia. Podemos encontrar vários testemunhos da crença da real presença de Jesus no pão e vinho consagrados na missa desde os primórdios da Igreja.
Mas, certa vez, no século VIII, na freguesia de Lanciano (Itália), um dos monges de São Basílio foi tomado de grande descrença e duvidou da presença de Cristo na Eucaristia. Para seu espanto, e para benefício de toda a humanidade, na mesma hora a Hóstia consagrada transformou-se em carne e o Vinho consagrado transformou-se em sangue. Esse milagre tornou-se objeto de muitas pesquisas e estudos nos séculos seguintes, mas o estudo mais sério foi feito em nossa era, entre 1970/71 e revelou ao mundo resultados impressionantes:
A Carne e o Sangue continuam frescos e incorruptos, como se tivessem sido recolhidos no presente dia, apesar dos doze séculos transcorridos.
O Sangue encontra-se coagulado externamente em cinco partes; internamente o sangue continua líquido.
Cada porção coagulada de sangue possui tamanhos diferentes, mas todas possuem exatamente o mesmo peso, não importando se pesadas juntas, combinadas ou separadas.
São Carne e Sangue humanos, ambos do grupo sanguíneo AB, raro na população do mundo, mas característico de 95% dos judeus.
Todas as células e glóbulos continuam vivos.
A carne pertence ao miocárdio, que se encontra no coração (e o coração sempre foi símbolo de amor!).cpasegredodasagradaeucaristia
Mesmo com esse milagre, entre os séculos IX e XIII surgiram grandes controvérsias sobre a presença real de Cristo na Eucaristia; alguns afirmavam que a ceia se tratava apenas de um memorial que simbolizava a presença de Cristo. Foi somente em junho de 1246 que a festa de Corpus Christi foi instituída, após vários apelos de Santa Juliana que tinha visões que solicitavam a instituição de uma festa em honra ao Santíssimo Sacramento. Em outubro de 1264 o papa Urbano IV estendeu a festa para toda a Igreja. Nessa festa, o maior dos sacramentos deixados à Igreja mostra a sua realidade: a Redenção.
A Eucaristia é o memorial sempre novo e sempre vivo dos sofrimentos de Jesus por nós. Mesmo separando seu Corpo e seu Sangue, Jesus se conserva por inteiro em cada uma das espécies. É pela Eucaristia, especialmente pelo Pão, sinal do alimento que fortifica a alma, que tomamos parte na vida divina, nos unindo a Jesus e, por Ele, ao Pai, no amor do Espírito Santo. Essa antecipação da vida divina aqui na terra mostra-nos claramente a vida que receberemos no Céu, quando nos for apresentado, sem véus, o banquete da eternidade.
O centro da missa será sempre a Eucaristia e, por ela, o melhor e o mais eficaz meio de participação no divino ofício. Aumentando a nossa devoção ao Corpo e Sangue de Jesus, como ele próprio estabeleceu, alcançaremos mais facilmente os frutos da Redenção!
Prof. Felipe Aquino

4ª Jornada Nacional da IAM


No dia 19 de maio, a Pontifícia Obra da Infância e Adolescência Missionária (IAM) completa 173 anos de fundação. Para marcar a data, como já vem acontecendo nos últimos anos, no dia 29 de maio, a IAM em todo o Brasil celebrará a sua 4ª Jornada Nacional, que este ano tem por tema: "IAM do Brasil a serviço da Missão na Europa".

Cartaz
A principal proposta do cartaz é mostrar o apoio da IAM do Brasil à Europa. Esse tema é bem evidenciado através da ligação dos mapas e com as cores dos continentes; as crianças dos continentes em caminhada passam a ideia de missão, de ida e serviço, onde o menino representante da América leva o cofrinho da IAM em direção a figura do Papa Francisco representando todo o apoio da Igreja Católica. O texto segue cores contrastando com o fundo dando um destaque maior aos países com as cores e/ou símbolos de suas respectivas bandeiras. De cor de fundo, o cartaz adota a cor azul claro que reflete harmonia e tranquilidade entre esses dois continentes, o grafismo no fundo, representa um faixo de luz saindo da logo da IAM demonstrando o compromisso com todas as crianças e adolescentes do mundo. Faça o download do cartaz, clicando aqui.

Celebração
A Jornada Nacional deverá acontecer nas dioceses e paróquias com uma celebração especial que inclui a consagração das crianças e adolescentes durante a Coroação de Nossa Senhora; entrega do lencinho e do escuto da IAM com a borda branca, que recorda o continente Europeu e a coleta do cofrinho com a oferta das crianças.Veja o roteiro da celebração de consagraçãoclicando aqui.

Encontros
Com o objetivo de preparar a 4ª Jornada Nacional da IAM e fazer com que as crianças conheçam um pouco o continente europeu, a IAM da Diocese de Umuarama (PR), preparou o roteiro de quatro encontros, de acordo com a metodologia da Obra. Confiraclicando aqui.

Cofrinhos
Fazer a entrega dos cofrinhos missionários durante a celebração e, no dia seguinte, conferir com as crianças e adolescentes para depois enviar para ao Secretariado Nacional da IAM, em Brasília que destinará aos países mais necessitados do continente Europeu, a quem consagramos neste ano. As ofertas do cofrinho devem ser enviadas até o fim do mês de julho de 2016. Para ver mais detalhes de como enviar a oferta de seu grupo, clique aqui.

Rumo a Jornada Nacional da IAM

Em preparação à 4ª Jornada Nacional da IAM, publicaremos em nosso blog curiosidades sobre o continente Europeu, subsídios, atividades, orações e roteiros de encontros.

Fonte: http://garotada-diretrizes.blogspot.com.br/2016/03/4-jornada-nacional-da-iam.html

domingo, 8 de maio de 2016

Louvor ás Mães



Louvado sejas Senhor, pelas mães.
Pela minha mãe. Pela Tua Mãe, Senhor.
Pela mãe de todos nós.

Louvado sejas Senhor, por todas as mães. Brancas ou pretas. Ricas ou pobres. Simples ou cultas. Desconhecidas ou universalmente celebres.

Louvado sejas Senhor, porque todas são iguais ante o mistério da vida. Todas são mártires. Todas são mais ou menos santas. Trabalham contigo em equipa, para conservar a espécie humana.

Louvado sejas meu Senhor, pelas mães sofredoras em companhia de seus filhos, sob o peso dos anos, desfiguradas pelo trabalho, doadoras de muitas vidas.

Louvado sejas meu Senhor, pelas mães amadas, velhinhas queridas, que amaram a sua própria destruição, para ver, de suas cinzas, nascer e desabrochar outras flores.

Louvado sejas meu Senhor, pelas mães que sofrem naquela hora, pois sem aquele sofrimento, não estaríamos agora sorrindo a alegria da vida.

Louvado sejas meu Senhor, Deus de amor, pela Tua Santa Mãe, Virgem das virgens, Maria, que a todos nos irmanou em Ti, sendo nossa e Tua Mãe.

Louvado sejas meu Senhor, por todas as mães do mundo inteiro, especialmente pela mãe de cada um de nós.

Louvado sejas meu Senhor, pelas mães que não são amadas por seus filhos. Pelas mães que morreram no momento de dar à luz.

Louvado sejas meu Senhor, por toda a doação e dedicação que tenho recebido de minha mãe.

Louvado sejas meu Senhor, pela doação generosa, sem interesse, que as mães dão a seus filhos.

Obrigada meu Senhor e meu Deus.